Igualdade de gênero no empreendedorismo
Homens e mulheres participando de forma igual da criação de negócios pode gerar US$ 5 tri à economia global 23/09/2019 11:44
A promoção da igualdade de gênero no empreendedorismo pode gerar até US$ 5 trilhões por ano para a economia global. É o que analisa o Boston Consulting Group (BCG), em seu novo artigo. De acordo com o texto, se homens e mulheres participassem igualmente da criação de novos negócios, o Produto Mundial Bruto (PMB) poderia crescer de 3% a 6%, o que representaria incremento de US$ 2,5 a US$ 5 trilhões na economia.

A estimativa se baseia, principalmente, no número de novos empregos que seriam criados caso as mulheres tivessem os mesmos incentivos que os homens para empreender. No entanto, elas enfrentam barreiras maiores. A análise mostra, por exemplo, que suas empresas atraem, em média, metade dos investimentos comparadas às organizações fundadas por homens. O gênero masculino também tem acesso mais amplo a redes que estimulam e orientam o crescimento de seus negócios.

Para a construção do cálculo, o BCG analisou os indicadores divulgados pelo Global Entrepreneurship Monitor (GEM) e pelo Banco Mundial. O artigo utilizou uma amostra de 73 países - entre eles, o Brasil -, representando 178 nações de todos os continentes. A região mais beneficiada seria a Ásia-Pacífico, cuja economia receberia um incremento de US$ 1,7 trilhão. Em seguida, viria a Europa, com crescimento projetado de US$ 1,3 tri. Em terceiro lugar estaria a América do Norte, com previsão de aumento de até US$ 800 bilhões no PIB da região. Na América Latina, o crescimento previsto chegaria a US$ 300 bilhões.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

ATENTO  VAGAS  TELLUS  CALL CENTER  CONTAX  VIDAX  FLEX  ALMAVIVA  TIVIT  VIKSTAR  AVAYA  CSU  CALLINK  NICE  AEC  TMKT  TELEPERFORMANCE  URANET  SITEL  RANKING 
 
https://www.callcenter.inf.br/