Almaviva cresce 4,3% no 1º semestre
Receita bruta da empresa no Brasil chega a R$ 524,48 milhões no período 20/08/2019 11:42
» Francesco Renzetti
A Almaviva do Brasil fechou o primeiro semestre de 2019 com receita bruta de R$ 524,48 milhões, o que representa aumento de 4,3%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Em relação à receita líquida, o resultado no semestre foi de R$ 478,09 milhões, aumento de 4,5%. "A trajetória bem-sucedida da Almaviva é resultado de nossa estratégia de abertura e diversificação das operações no Brasil, bem como do desenvolvimento e implementação de soluções integradas nos serviços oferecidos a clientes de diversas áreas", explica Francesco Renzetti, CEO da companhia.

Com relação aos indicadores que demonstram o lucro operacional, a empresa teve no primeiro semestre do ano um Ebitda - lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização - de R$ 65,05 milhões, representando 13,6% da receita líquida. Este resultado significa crescimento de 37,2% com relação ao período de 2018, ano no qual obteve um Ebitda de R$ 47,42 milhões, representando 10,4% da receita líquida. O Ebit - lucro antes dos juros e tributos - da companhia foi de R$ 41,71 milhões, representando 8,7% da receita líquida. O resultado demonstra crescimento de 35,3% se comparado ao do primeiro semestre do ano anterior, que foi de R$ 30,83 milhões, representando 6,7% da receita líquida. Destaca-se que, para o ano de 2019, os resultados refletem os efeitos da nova norma contábil do IFRS 16.

Os resultados do primeiro semestre indicam que a Almaviva do Brasil tem melhorado sua eficiência, segundo Renzetti. "Além de elevarmos a performance na central de atendimento com soluções tecnológicas, processos e pessoas, temos mapeado diversas oportunidades e expandido nossos negócios junto a empresas multissetoriais e na área de trade marketing", aponta. Dada essa "musculatura financeira", a Almaviva tem conseguido apostar na diversificação dos serviços e produtos para oferecer melhores experiências aos clientes, apoiando a nova jornada com auxílio da tecnologia. "O mercado em que atuamos muda rapidamente, e isso significa que permanecerão competitivas as empresas que estiverem preparadas do ponto de vista tecnológico e financeiro, como temos demonstrado desde que começamos a operar no País", conclui o CEO.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

ALMAVIVA  RANKING  AEC  VIKSTAR  URANET  CALLINK  SITEL  AVAYA  TMKT  NICE  FLEX  CONTAX  TIVIT  CSU  VAGAS  CALL CENTER  TELEPERFORMANCE  VIDAX  ATENTO  TELLUS 
 
https://www.callcenter.inf.br/