Ficam só os melhores
Virtual Connection vê processo de seleção natural diante necessidade por inovação 19/12/2018 04:49
» Emílio Guimarães Oliveira
Algumas empresas já começaram a perder espaço no mercado, e outras mais devem ir por esse mesmo caminho nos próximos anos. Isso porque, o mercado de gestão de clientes está passando por uma completa transformação, que exige das empresas um processo de inovação, não permitindo ficar parado. "A pressão por custos cada vez menores e a necessidade de inovação como nunca antes demandada, tem feito uma seleção natural dos fornecedores e produtos hoje ofertados pelo setor", alerta Emílio Guimarães Oliveira, CEO da Virtual Connection.

Em resposta, a Virtual Connection já iniciou um trabalho reinvenção. O executivo conta que esse foi um ano de preparação das bases de produto e novos serviços para o futuro que a empresa vislumbra e que viu acontecendo fora do Brasil para o CX. "Lançaremos nos próximos meses inovações de mercado, as quais sem dúvida preencherão gaps e oportunidades do setor." Em entrevista exclusiva, Oliveira fala sobre as mudanças do mercado e como a Virtual Connection vem se adaptando à elas.

Callcenter.inf.br - Que avaliação faz de 2018 para o mercado de gestão de cliente?
Oliveira: Passamos no Brasil por um momento desafiador do ponto de vista amplo da economia, para nós do setor de customer experience, não foi diferente. A pressão por custos cada vez menores e a necessidade de inovação como nunca antes demandada, tem feito uma seleção natural dos fornecedores e produtos hoje ofertados pelo setor. Por outro lado, acho que qualquer pressão de mercado é importante e desafiadora. Nós da Virtual Connection temos trabalhado bastante para nos reinventar e superar as expectativas de nossos clientes.

Quais os principais fatos que marcaram o setor esse ano?
Sem dúvida precisamos destacar a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais que é um fato relevante para este ano e consequentemente um reajuste de todos os setores em suas conformidades. Na Virtual Connection concordamos com os passos da nova lei de proteção e estamos trabalhando para deixar todos os nossos processos e sistemas adequados. Claro que o processo eletivo deste ano também é um marco em 2018, não somente para o setor como também para a economia e todos precisamos acompanhar de perto as perspectiva de mudanças e ajustes de cada indústria, afinal nossos clientes poderão ser impactados.

Como foi 2018 para a Virtual Connection?
Para nós foi um ano de preparação das bases de produto e novos serviços para o futuro que vislumbramos e vimos acontecendo fora do Brasil para o CX. Lançaremos nos próximos meses inovações de mercado, as quais sem dúvida preencherão gaps e oportunidades do setor.

Quais foram os principais acontecimentos da empresa nesse ano?
Foram inúmeras, principalmente no que diz respeito a estabilização do crescimento dos últimos anos e crescimento da base de clientes. Investimos bastante em certificações para estarmos aptos a absorver a demanda que tem chegado até nós.

Quanto de crescimento?
O ano de 2018 foi um ano de trabalhar em margens, focamos em desenvolvimento e investimento em novos produtos. Em termos de faturamento, tivemos uma pequena evolução quando comparado com o ano de 2017, contudo se olharmos de 2010-2018 crescemos de forma agressiva, 310% em média por ano. Por isso fizemos uma reengenharia do business, melhorando as entregas para os clientes e nos posicionados para os próximos 10 anos.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
https://www.callcenter.inf.br/