Evolução dos negócios
Flex aposta em inovação e retomada da economia para crescer dois dígitos em 2018 09/01/2018 04:20
» Marcelo de Oliveira
Apesar de 2017 não ter sido um ótimo ano para a economia brasileira, ainda assim a sensação foi de que o pior já passou. Principalmente, no segundo semestre foi possível ver alguns indicadores melhorando, o que no mercado de contact center se traduziu em novas oportunidades de negócio. Agora, iniciado um novo ano, a expectativa é de que esse cenário de recuperação se consolide. "Apesar de se tratar de um ano de eleições presidenciais em meio a um cenário político conturbado, estamos confiantes na retomada do crescimento econômico", comenta Marcelo Augusto de Oliveira, CFO da Flex Relacionamentos Inteligentes.

Reflexo do período mais complicado da economia, o executivo pontua que o grande desafio do mercado esse ano será voltar aos níveis de ocupação ideais. Além disso, ele destaca a necessidade de se adaptar à rápida mudança na forma como os consumidores querem se relacionar com as empresas. Para isso, a Flex pretende desenvolver novos produtos e expandir investimentos em tecnologias aplicadas ao negócio "buscando, com isto, ganhos expressivos de eficiência operacional alinhados com as expectativas de nossos clientes". O CFO reforça ainda que, com base em uma estratégia operacional com elementos digitais cada vez mais presentes, a expectativa é crescer dois dígitos, assim como nos últimos anos. Em entrevista exclusiva, Oliveira fala mais sobre suas apostas para 2018.

Callcenter.inf.br - Qual a sua expectativa para 2018?
Oliveira: Apesar de se tratar de um ano de eleições presidenciais em meio a um cenário político conturbado, estamos confiantes na retomada do crescimento econômico e consequente redução do desemprego, trazendo um ano mais aquecido no ambiente de negócios. 

Quais devem ser as tendências no setor?
Tecnologias multicanais, inteligência artificial e interações digitais já fazem parte do dia-a-dia do setor, mas tendem a ganhar cada vez mais força.

Qual deve ser o grande desafio das empresas de contact center nesse ano?
Existe certa ociosidade na capacidade produtiva no setor gerada durante a crise, assim um dos desafios é voltar aos níveis de ocupação ideais. Além disso, a rápida mudança na forma que os consumidores querem se relacionar com as empresas contratantes se configura também como um grande desafio para 2018.

Quais são os planos da Flex?
Executar o plano de expansão de novos produtos, expandir investimentos em tecnologias aplicadas ao negócio buscando, com isto, ganhos expressivos de eficiência operacional alinhados com as expectativas de nossos clientes.

Qual a meta de crescimento?
Esperamos manter o crescimento de dois dígitos tal qual temos apresentado nos últimos anos, com base em uma estratégia operacional com elementos digitais cada vez mais presentes.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

VIDAX  VAGAS  ALMAVIVA  TIVIT  VIKSTAR  CALLINK  CALL CENTER  TELLUS  RANKING  AVAYA  NICE  CSU  CONTAX  TELEPERFORMANCE  SITEL  ATENTO  FLEX  AEC  TMKT  URANET 
 
https://www.callcenter.inf.br/