A transformação da Veganet
Companhia completa um ano do novo modelo de gestão 13/08/2014 07:05
» Miranda e Morilla
No último dia 07 de agosto, Marcelo Morilla completou um ano à frente da Veganet e o trabalho nesse período foi voltado à implantação de um novo modelo de gestão mais participativa, dando ênfase ao envolvimento dos executivos em todas as áreas da empresa. Foi realizado um forte movimento interno de reestruturação, investimento no parque tecnológico e infraestrutura para modernização da oferta de soluções aos clientes e contratação de profissionais de mercado qualificados e preparados para acompanhar os objetivos de crescimento.

Um dos principais objetivos apontados pelo presidente e CEO Marcelo Morilla foi primar pela valorização dos profissionais, mantendo a seriedade no trato dos compromissos com clientes e fornecedores e a sensibilidade nas questões pessoais que envolvem todo o trabalho de gestão de pessoas. "Foi um período marcante para a administração interna da Veganet. Iniciamos um trabalho sério e difícil de regularização de várias distorções que identificamos: processos frágeis que estavam penalizando a companhia, seus clientes e fornecedores, ausência de compromisso com os resultados por parte de alguns gestores e necessidade de modernização da infraestrutura", explicou Morilla.

Ele destacou ainda que logo no início foi realizada uma ação para identificação do nível de satisfação das pessoas com a empresa e o resultado mostrou insatisfação. "Então começamos a agir nos pontos mais críticos." Já em janeiro, iniciou um processo de identificação das pessoas que não estavam motivadas a continuar para estabelecer um programa transparente de substituição, embora estivesse prevista no plano de gestão a manutenção de todos os gestores para implementação das mudanças. "Todos os clientes foram alertados sobre a necessidade do combate as distorções e não enfrentamos resistência, mas identificamos uma ansiedade de virada urgente na postura das pessoas e na forma de condução da gestão das áreas, itens necessários e importantes para melhorar o andamento dos trabalhos", resume o CEO.

TRANSFORMAÇÃO
Morilla destacou também os investimentos em infraestrutura e tecnologia como: contratação de uma plataforma única de atendimento, que unifica o Pabx, frontend, CRM, discador automático preditivo, gravação, relatórios e monitoramento on line das operações, modernização da estrutura de cabeamento do data center. Houve ainda a troca do equipamento de câmeras de monitoramento do prédio por equipamentos de alta resolução, substituição de 100% dos nobreaks antigos das mesas administrativas e posições de atendimento, instalação de sistema de ponto eletrônico, entre outros.

Para Carlos Góes, diretor de tecnologia e serviços da Veganet, outro aspecto importante dessa transformação está na definição de processos e mapeamento de oportunidades e obrigações. "Desde a elaboração de um relatório, passando pelo plano de ação corretiva gerado a partir do entendimento do problema, a Veganet se propõem a estabelecer padrões próprios na geração de documentos e registros que fundamentam suas práticas. A Veganet necessitou deter o conhecimento dos detalhes do negócio", afirma Góes. Os colaboradores ganharam também novos ambientes como instalação de uma estrutura de lanchonete, modernização da área de convivência com instalação de TVs e computadores com acesso à internet, que vieram para aumentar a satisfação das pessoas com mais conforto e acessibilidade.

Já em abril desse ano, Morilla organizou um evento externo envolvendo todos os gestores para apresentar o planejamento estratégico para o ano e aproveitou a oportunidade para lançar o desafio de entrega de 60 projetos essenciais para ter uma organização mais articulada, proativa, com processos mais claros e com garantia de entrega dos resultados esperados pelos acionistas e clientes. "Foi o lançamento de um ousado desafio que já modificou a postura das pessoas e já estamos colhendo frutos de uma nova dinâmica organizacional voltada para busca dos resultados, além de estar permitindo a construção de uma inteligência coletiva necessária para a entrega do desafio proposto", comenta Morilla.

Em maio, o presidente promoveu a reestruturação da área comercial e contratou o profissional Hélio Miranda para assumir a diretoria. "Ele entrou com força total na prospecção e já possibilitou crescimento de 35%", afirma Morilla. Para Hélio Miranda, é fundamental atender a necessidade do cliente em sua plenitude e não simplesmente "anotar seu pedido". "Nosso cliente deve nos reconhecer como um sócio de suas metas e necessidades, afinal o sucesso da empresa contratada é o sucesso do cliente e vice e versa. Sempre devemos nos antecipar às necessidades e mantê-los atualizados no que mais moderno se pratica", afirma Miranda.

Segundo Morilla, outras iniciativas estão sendo implantadas: NOC (núcleo de operação e comando), novo selo de certificação de qualidade, CTV (centro de treinamento Veganet), programa externo de coaching para os gestores, programa de retenção de pessoas, implantação de um pacote mais atrativo de benefícios, programa de contratação de pessoas acima de 40 anos, entre outros, além da manutenção do selo de ética Probare e certificação Funenseg para operações técnicas de seguros. "Este será o ano da consolidação do uso da tecnologia para ganhos de produtividade e gestão de operações, para que os profissionais possam utilizar suas funcionalidades como meios para o sucesso de uma estratégia e não como um fim em si mesmo", conclui.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

ALMAVIVA  VIDAX  CALLINK  VIKSTAR  URANET  AEC  ATENTO  SITEL  CALL CENTER  AVAYA  CONTAX  TMKT  CSU  FLEX  TIVIT  TELLUS  VAGAS  TELEPERFORMANCE  NICE  RANKING 
 
https://www.callcenter.inf.br/