Reforma tributária pode trazer cortes
Entidades se unem contra as propostas de aumento da carga tributária 18/02/2020 10:38
» Topázio Silveira Neto
Com o avanço das propostas sobre Reforma Tributária no Congresso Nacional, empresários se reuniram em São Paulo, na manhã de ontem (17), para o lançamento de um movimento e definição de uma ação conjunta contra o aumento da carga tributária. O grupo que reúne mais de 100 entidades é contrário às propostas de reforma tributária em tramitação na Câmara e no Senado (PECs 45 e 110, respectivamente) e favorável à desoneração da folha de pagamento.

O setor de serviços estima que, se aprovada, a PEC 45 promova um aumento substancial da carga tributária das empresas. "Esse é um movimento para mostrar a força dos setores que defendem o Brasil do século 21", afirma o vice-presidente da CNS, Luigi Nese.

Para Topázio Silveira Neto, presidente do Sintelmark, o aumento de impostos significaria corte nos postos e trabalho. "Precisamos gerar empregos e simplificar os tributos. Por isso, somos a favor da desoneração da folha de pagamentos como uma das principais medidas da reforma. O país tem que atuar pelo desenvolvimento de seus negócios", afirma. 

Sozinho, o setor de serviços representa hoje, no país, mais de 50% do Produto Interno Bruto (PIB). No último levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de 24 de janeiro de 2020, o setor de serviços teve destaque na geração de empregos em 2019, responsável pela criação de 382,5 mil novos postos. No comércio, foram 145,4 mil novas vagas e na construção civil, 71,1 mil.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

SITEL  VIKSTAR  ALMAVIVA  FLEX  RANKING  TELEPERFORMANCE  AEC  CALL CENTER  CALLINK  ATENTO  TMKT  VAGAS  AVAYA  URANET  TELLUS  TIVIT  CSU  NICE  VIDAX  CONTAX 
 
https://www.callcenter.inf.br/