Tim batiza assistente virtual de Tais
Personalização do serviço tem como objetivo humanizar o atendimento por bot 08/12/2020 03:25
» Auana Mattar
A assistente virtual da Tim, a partir de agora, passa a se chamar Tais. A decisão de personalizar o serviço foi tomada após a realização de testes e avaliações com grupos em primeiro contato. Assim, o lançamento foi delineado a partir dessas informações positivas. "A ideia é, constantemente, humanizar os atendimentos, optando por soluções que tragam conveniência e resultados rápidos para as demandas apresentadas pelos clientes de todo o Brasil. Tais nasce com o compromisso de levar agilidade, experiência e precisão no atendimento ao cliente", aponta o diretor de customer relations da Tim Brasil, Saverio Demaria. O executivo explica que Tais já traz consigo informações táticas para essa evolução, citando como exemplos a análise estratégica obtida por região da chamada, motivo do contato do cliente, análise de sentimento e gestão do tempo real.
 
A Tais é constituída por duas frentes: atendimento ao cliente por texto e/ou voz. O serviço de texto, seja via APP, chat, Whatsapp, mídias sociais ou sms, tem como primeiro contato o atendimento do robô, que entende a solicitação do cliente e, se necessário transfere para a interação humana. Este serviço é executado pela Youtility Center, multinacional italiana que fornece serviços de contact center humano e digital. Já o atendimento por voz é feito pelo IBM Watson Assistant, na nuvem pública da IBM. Por conta do uso da inteligência artificial, o cliente pode dialogar e ter suas solicitações atendidas diretamente pela Tais.
 
Em ambas situações (texto ou voz), caso a assistente virtual atenda a um cliente e não consiga resolver sua demanda, ela automaticamente migra o cliente para um atendimento humano. As interações humanas servem para retroalimentar a Tais, deixando-a cada vez mais inteligente e natural. Hoje, por exemplo, o atendimento de clientes buscando sua segunda via de fatura é feito totalmente por ela, de forma ágil e assertiva, elevando a qualidade do atendimento ao cliente.
 
Evolução e acompanhamento
Os atendimentos feitos via mensagem de texto pela Tais tiveram aumento de 200% em relação ao ano passado. Já na URA cognitiva, desde o início das suas operações até outubro, registrou mais de 15 milhões de chamadas, onde clientes conversaram e foram atendidos pela Tais.
 
Nos primeiros meses após a adoção da URA cognitiva em 2020, a Tim aumentou em 15 pontos percentuais a retenção definitiva em seu serviço de atendimento telefônico, ou seja, reduziu-se significativamente o número de rechamadas para a central de relacionamento em até 24 horas após o primeiro contato na central. Esse índice reflete que os clientes estão mais satisfeitos e tiveram seus problemas solucionados pelo atendimento cognitivo da TIM.
 
"Os dados são captados a partir de todas as interações com nossos clientes para planos onde temos já a Tais disponível, como pré-pago, pós-pago e controle, este último com uma opção de atendimento Full-Cognitivo. Toda essa integração de dados e gestão das demandas dos nossos clientes, resulta na criação de um círculo virtuoso, onde buscamos cada vez maior assertividade, qualidade e agilidade no atendimento, dentro de um processo de melhoria contínua no serviço, tendo nosso cliente no centro de tudo" destaca Auana Mattar, CIO da Tim Brasil.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

ALGAR  DNK  CONTAX  AVAYA  ATENTO  CALLINK  URANET  CSU  AEC  TIVIT  FLEX  TELEPERFORMANCE  VIDAX  CALL CENTER  NICE  ALMAVIVA  VIKSTAR  VAGAS  RANKING  SITEL 
 
https://www.callcenter.inf.br/