Falta de entendimento frustra clientes
SACs devem se conscientizar da importância de responder com propriedade e fluência 13/06/2013 12:42
» Carlos Dias
Um operador treinado e uma resposta rápida são os pontos mais importantes para alcançar uma excelente experiência de atendimento. A mensagem vem dos próprios consumidores, que também consideram o fato de não serem capazes de entender o atendente como o mais frustrante de uma interação. Na visão de Carlos Dias, gerente de atendimento ao consumidor da Heineken, esse é o grande alerta que traz a pesquisa Customer Experience Research Study. "É necessário que empresas e profissionais que trabalham na área tenha a consciência da necessidade da capacitação técnica e sobre os detalhes e atributos dos produto e serviço em questão, a fim de transmitir a confiança e promover a compreensão por parte dos consumidores", comenta.
 
Ele acrescenta que um operador de Serviço de Atendimento ao Consumidor deve ser treinado e preparado para responder com propriedade e fluência os questionamentos, principalmente ao telefone. "Com isso daremos  aos consumidores o respeito que  merecem, além de trabalhar a reputação da empresa, das suas marcas e do setor de serviço de atendimento, que passará a ser visto como uma área de grande relevância para consumidores e empresas", reforça. Por isso, Dias coloca como oportunidade a capacitação e motivação dos atendentes. Para o executivo, todos na equipe devem se sentir importantes e saberem que fazem parte de uma área estratégica para as companhias. "Cada integrante é a ´janela´ da empresa ou produto para quem realmente é a chave do sucesso da corporação, o consumidor/cliente."
 
O gerente da Heineken também destaca na pesquisa a questão dos canais de contato. O estudo revelou que 59% dos entrevistados preferem interagir diretamente com os profissionais do contact center, via ligação telefônica. "Os canais, como e-mail e mídias sociais, que acreditávamos há cerca de dois anos que iriam ultrapassar rapidamente as ligações telefônicas, ainda não conseguiram concretizar essa virada", comenta. Ele traz como exemplo também o próprio SAC da cervejaria, onde as interações por telefone ainda representam 75% do volume dos contatos.
 
Por fim, Dias conta que vê uma grande mudança no quesito consciência dos consumidores. "Com a velocidade da informação, eles conhecem mais os direitos e deveres e estão bem dispostos, em muitos casos, a promover o bom relacionamento." Na visão dele, as empresas já perceberam isso e estão antenadas e procurando, cada uma dentro de sua realidade, acompanhar as transformações que estão chegando, como novos meios, formas de contato, linguagem, entre outros. O gerente revela que na Heineken o foco tem sido no atendimento rápido, na empatia e no jeito da marca de ser. "Estamos a todo o momento pensando em novos formatos e buscando oportunidades de atender aos anseios dos nossos consumidores e assim encantá-los."
 
PESQUISA
Divulgado pela Interactive Intlligence, o estudo aborda a experiência dos clientes com o atendimento. O levantamento foi realizado em abril de 2013 pela Actionable Research, empresa de pesquisas independente, a partir de uma amostragem que inclui 1.407 consumidores e 453 profissionais de TI e de atendimento ao cliente. Os entrevistados eram residentes da Austrália, do Brasil, Canadá, Alemanha, África do Sul, Suécia, Reino Unido e EUA. Do Brasil, especificamente, foram entrevistados 150 consumidores e 51 profissionais do mercado de contact center. Clique aqui para baixar o estudo completo.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

ALGAR  DNK  VIKSTAR  ALMAVIVA  CSU  VIDAX  NICE  TIVIT  FLEX  CONTAX  RANKING  URANET  ATENTO  TELEPERFORMANCE  SITEL  CALLINK  CALL CENTER  VAGAS  AVAYA  AEC 
 
https://www.callcenter.inf.br/