Tim investe em autoatendimento com IA
Assistente virtual já atendeu mais de 3 mi de chamadas, com índices de retenção crescente 07/07/2020 04:23
» Auana Mattar
A Tim vem conquistando resultados positivos com o uso de inteligência artificial na central de relacionamento. Desde o lançamento do assistente virtual, mais de três milhões de autoatendimentos já foram realizados. Durante esse período, a retenção de chamadas - quando o atendimento aos clientes é efetuado com sucesso na plataforma, sem envolvimento de um atendente humano - cresceu 75%. Em paralelo, a retenção definitiva aumentou 85%. Ou seja, reduziu-se significativamente o número de rechamadas para a central de relacionamento em até 24 horas após o primeiro contato na central.

Idealizado pelas áreas de Customer Relations e Information Technology da operadora, o projeto contou com a parceria da divisão de consultoria da IBM em sua implementação, com um assistente virtual usando IBM Watson Assistant, na cloud pública da IBM. "Estamos constantemente em busca de soluções que tragam mais conveniência para os clientes e agilizem a resolução das demandas. A preferência por modelos de autoatendimento é crescente no mundo atual e procuramos implementar em diversos canais, para que os usuários tenham sempre a melhor experiência", comenta Saverio Demaria, diretor de Customer Relations da Tim Brasil.

O autoatendimento cognitivo da Tim responde por voz em linguagem natural e em tempo real a dúvidas ou problemas dos consumidores sobre questões relacionadas aos benefícios de cada plano, pagamento de contas, além de realizar serviços como contratação de dados, desbloqueio de linhas, contestação de informações, entre outros. "Estamos utilizando a tecnologia em prol da melhor experiência do cliente, focando no uso da inteligência artificial para nos abastecermos dos feedbacks dos próprios usuários em todo processo de evolução dos serviços. Nosso objetivo é que possamos ser cada vez mais assertivos, atendendo às reais necessidades dos usuários", destaca Auana Mattar, CIO da Tim Brasil. Toda a operação é controlada por dashboards executivos e analíticos, permitindo que a liderança da Tim acompanhe em tempo real o número de chamadas, quantas foram resolvidas no autoatendimento, quais tiveram que ser direcionadas a um atendente humano, motivos do contato e índices de retenção.

"Os avanços da inteligência artificial têm permitido que os consumidores passem por experiências muito mais satisfatórias quando ligam para uma central de atendimento, principalmente em momentos como os que estamos vivendo agora em que os canais de relacionamento têm sofrido picos de demanda. Para as empresas, isso significa retenção do cliente e um impacto extremamente positivo em sua reputação. A Tim é um exemplo de pioneirismo no setor e os números mostram que essa jornada de transformação já traz benefícios sólidos à empresa na visão de seus executivos", diz Marisol Penante, vice presidente para a indústria de Telecom da IBM Services na América Latina.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

CSU  AVAYA  TELLUS  CALLINK  ATENTO  VAGAS  TIVIT  RANKING  FLEX  CALL CENTER  TELEPERFORMANCE  SITEL  VIDAX  ALMAVIVA  TMKT  AEC  CONTAX  URANET  VIKSTAR  NICE 
 
https://www.callcenter.inf.br/