De estagiária a gerente
Cinco dicas para o desenvolvimento profissional dentro da empresa 22/05/2019 10:25
» Laura Duarte Meirelles
Autora: Laura Duarte Meirelles

A ambição de muitos estagiários e funcionários novos é crescer dentro da empresa: ser efetivado, conseguir uma promoção, ter a confiança de seus chefes. É comum achar que essa é, obrigatoriamente, uma trajetória demorada e às vezes impossível, mas na realidade isso pode acontecer rapidamente. Só que, pra isso acontecer, a empresa tem que estar aberta às ambições de seus funcionários e entender que o crescimento deles está diretamente ligado ao seu próprio crescimento.

Tenho 29 anos e sou formada em engenharia de produção pela UNESP de Guaratinguetá. Quando comecei a procurar um estágio no meu último ano de faculdade, me inscrevi em várias empresas apesar do meu foco em indústria na época. Fui chamada pela Signify, que ná época ainda era Philips, e gostei muito do ambiente, das pessoas e da área que me ofereciam, em Supply Chain. Hoje, sou gerente de uma área criada a partir de um projeto que desenvolvi com o apoio da Signify.

Essa história toda pode parecer clichê, aquela mesma velha conversa sobre esforço e mérito que, geralmente, nunca tem resultado real. No entanto, crescer dentro de uma empresa, mesmo como estagiário, não precisa ser um futuro tão distante.

É por isso que decidi compartilhar cinco dicas que me ajudaram a ir de estagiária a gerente em cinco anos:

1. Saiba se a empresa em que você trabalha tem uma relação aberta com seus funcionários
Infelizmente, nem todas as empresas são abertas às sugestões e solicitações de seus funcionários, embora essa seja uma tendência crescente e um fator que favorece o bom funcionamento da empresa. Quando eu estava no meio do meu estágio, conversei com meu gerente e disse que estava ficando cansada do que fazia e que gostaria de uma nova função, um novo desafio. Bem nessa época, um estagiário da área de gerenciamento de projetos estava saindo, mas eles ainda precisavam de mim em minha antiga função. Acabei acumulando as tarefas dos dois cargos, e no final do ano fui efetivada como analista de projetos, uma vaga que antes não existia. Fiquei muito feliz, pois isso mostrou que eu estava fazendo um trabalho bom o suficiente a ponto de criarem um novo cargo que permitia que eu continuasse desenvolvendo minhas funções.

2. Verifique se a empresa possui programas de incentivo
Muitas vezes, apenas as funções que um funcionário desempenha não são suficientes para permitir que ele apresente todo o seu potencial e contribua para o crescimento da empresa. Por isso, é muito importante que hajam programas de incentivo dentro do ambiente de trabalho. No fim de 2017, entrei para o Comitê Lean, onde todos os funcionários considerados "talentos" na empresa podem desenvolver os próprios projetos e trazer a Cultura Lean para a companhia. Nesse Comitê eu pude desenvolver um projeto que teve como resultado a criação de uma nova área de vendas. Fui convidada no fim de 2018 para coordená-lo como gerente. Até agosto esperamos que esteja tudo ajustado, e aí vamos começar a colher os frutos dessa proposta.

3. Não tenha medo de mudanças dentro da empresa
Ainda em 2014, nosso CEO disse que a parte de iluminação iria se separar da Philips. Durante o fim desse ano e todo o ano de 2015, a empresa passou por uma reestruturação, preparando-se para a separação, que ocorreu no ano seguinte. Viramos a Philips Lighting e, como éramos uma empresa menor, comecei a ver ainda mais oportunidades de crescimento lá dentro. Como todos os funcionários eram mais próximos, o diretor geral passou a nos dar mais oportunidades, eu passei a gerar oportunidades e assim fui crescendo. Em 2017, virei coordenadora de uma área de Smart Service. Por isso, tenha sempre em mente que nem sempre as mudanças irão te prejudicar; na maioria das vezes elas podem ser benéficas.

4. Finalmente, a sua parte: pense em transformação!
Pense fora da caixinha, tenha a cabeça aberta. A maioria das empresas está buscando mudança e inovação, principalmente as startups que hoje são muito comuns. Uma empresa nova que está querendo melhorar seus processos e adquirir novos processos é uma empresa que tem bastante oportunidade e visibilidade, então sempre busca gente engajada, que tenha energia e disposição para mudar dentro da empresa.

5. Sempre se esforce por bons resultados
Quando ainda estava em Supply Chain, nosso diretor de Latam veio e nos elogiou pelo trabalho que estávamos fazendo. Nossa área passou por diversas transformações e estávamos operando muito bem, entregando resultados muito melhores. Então, ele nos incentivou a nos candidatar para vagas Latam para que levássemos esses bons resultados para outros países. Essa é uma oportunidade incrível para quem quer crescer, e só foi possível porque nos esforçamos para sempre conseguir bons resultados. No entanto, vale lembrar que a empresa também tem seu papel nisso; todos temos dias bons e dias ruins, mas graças à boa relação que eu tinha com meus colegas e superiores, os bons resultados eram uma rotina. Isso não aconteceria se a empresa fosse um ambiente hostil, ou que desse pouca motivação.

Minha evolução na empresa não se deu apenas pela minha procura. Se a empresa não estivesse aberta ao crescimento de seus funcionários, disposta a apoiá-los e a escutar o que eles desejam, eu não teria condições de evoluir tão rapidamente. Por isso, quando se tem a pretensão de crescer em uma companhia é preciso saber se ela está aberta a isso e disposta a ajudar seus funcionários a atingir seus objetivos. Dedicação e esforço são sempre essenciais, mas tenha em mente que não é uma via de mão única.

Laura Duarte Meirelles é sales support manager da Signify.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin

Palavras mais procuradas

TIVIT  VAGAS  VIDAX  CONTAX  VIKSTAR  TELLUS  TELEPERFORMANCE  NICE  AEC  CALL CENTER  ATENTO  CSU  RANKING  CALLINK  FLEX  TMKT  SITEL  AVAYA  URANET  ALMAVIVA 
 
https://www.callcenter.inf.br/